Aqui a finalidade é apurar, arrolar e descrever as denúncias sobre os atos terroristas perpetrados por grupos paramilitares de extrema direita em Minas Gerais – especialmente, em Belo Horizonte – de 1964 a 1988, assim como tecer o contexto econômico-social e as circunstâncias políticas em que ocorreram, para depois extrair conclusões e fazer recomendações acerca do assunto.

Integra esse objetivo o quesito de elucidar a ligação direta ou indireta dos referidos atentados com os órgãos estatais criados e direcionados para fins de repressão política durante o regime militar ou com aqueles tradicionalmente dedicados à segurança pública – também usados na caçada a “subversivos” e “comunistas” nas décadas anteriores ao golpe de 1964 –, inclusive os esquemas que sobreviveram posteriormente à promulgação da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.

Coordenador: Alberto Carlos Dias Duarte.

Redação: Ronald Rocha e Vanuza Nunes Pereira.

Coleções nesta comunidade

Submissões recentes