Apresenta as graves violações de direitos dos povos indígenas perpetradas por agentes públicos ou com sua omissão ou conivência, no território de Minas Gerais entre os anos de 1946 e 1988, marcos temporais estabelecidos pela Covemg. Decerto, a delimitação cronológica não reduz as arbitrariedades cometidas a estes povos ao período de enfoque, cujas histórias são marcadas por vilipêndios em momentos anteriores e posteriores ao recorte adotado.

Coordenador: Paulo Afonso Moreira.

Redação: Juliana Ventura de Souza Fernandes; Marco Túlio Antunes Gomes; Pedro Berutti Marques.

Colaboradores: Igor da Silva Nunes; Luciana Paula dos Santos Ferreira; Paulo Vitor Cordeiro Repolês; Simone Rabelo Goyas Jardim.

Coleções nesta comunidade

Submissões recentes

Ver mais