O regime de exceção instaurado a partir do golpe de 1964 impactou profundamente as mobilizações camponesas em torno da demanda por reconhecimento de direitos e da luta pelo acesso à terra. Dado o subsequente quadro de agravamento de violações de direitos humanos perpetradas sistematicamente contra trabalhadores rurais e seus apoiadores na ditadura militar, a Covemg dispõe de suas prerrogativas para investigar e reconhecer o direito à memória e à verdade de vítimas camponesas, assim como o direito da sociedade em ver esclarecida a responsabilidade do Estado nessas violações e conhecer as circunstâncias do envolvimento de atores privados.

Coordenador: Robson Sávio Reis Souza

Redação: Caroline Cunha Rodrigues, Fernanda Nalon Sanglard, Marina Mesquita Camisasca, Monique Álvares Assis, Thelma Yanagisawa Shimomura, Thiago Lenine Tito Tolentino

Colaboradores: Arnaldo Zangelmi, Fernanda Mara Gonçalves, Loren Lopes Santos, Luíza Leone Prazeres Araujo, Maria Aparecida Rodrigues de Miranda

Subcomunidades nesta comunidade

Coleções nesta comunidade

Submissões recentes